Anderson Silva sofre nocaute em sua possível despedida no MMA

Um dos maiores nomes do mma mundial fez sua última luta neste sábado (31/10), finalizando uma trajetória de sucesso no esporte.

Anderson “Spider” Silva ajudou a consolidar o MMA como uma verdadeira paixão no país, que se tornou um dos esportes mais assistidos no Brasil, fez sua última luta no UFC neste sábado(31/10), aos 45 anos de idade.

Foto: Getty Images

O brasileiro chegou na luta como azarão, mesmo assim começou bem o combate, mas acabou superado no quarto round, sofrendo o nocaute técnico a 1m24s de luta.

A Luta

O primeiro round foi marcado por um início tenso, de muito estudo. Após quase um minuto e meio sem nenhum golpe ser desferido, os atleta, pouco a pouco, passaram a acelerar o ritmo e a trocar golpes na média e curta distância. De fato, nenhum ataque foi efetivo o bastante para balançar um dos atletas, mas o volume e pressão impostos por Anderson fizeram a diferença na parcial. Anderson 10 x 9 Hall.

Foto: Getty Images

A etapa seguinte voltou a contar com momentos de inatividade no início. No entanto, assim que encontro o tempo correto para entrar com seus ataques, Anderson voltou a tomar conta das ações com sequências de chutes baixos e no corpo – incluindo ataques rodados. Mais uma vez, o assalto foi decidido pelo volume dos ataques em detrimento da contundência. Anderson 20 x 18 Hall.

O terceiro round foi equilibrado em quase todos os minutos disputados. Depois de dominar o centro do cage por boa parte da etapa, Anderson levava vantagem até que, no minuto final, ao pressionar o jamaicano com ataques na curta distância, ele sofreu um cruzado de direita que o levou a knockdown. A seguir, socos no ground and pound desferidos por Hall pareceram próximos de liquidar a fatura, que acabou interrompida pelo soar do gongo. Anderson 29 x 28 Hall.

Logo no início da quarta etapa, Anderson tentou pressionar Hall mais uma vez, mas um contra golpe reto no queixo o levou a novo knockdown. Desta vez, com mais tempo para trabalhar no ground and pound, Hall não deixou a oportunidade escapar e bateu até o árbitro interromper a disputa.

Foto: Getty Images

CARD PRINCIPAL
Uriah Hall venceu Anderson Silva por nocaute técnico a 1m24s do R4
Bryce Mitchell venceu Andre Fili por decisão unânime (29-28, 30-27 e 30-27)
Greg Hardy venceu Maurice Greene por nocaute técnico a 1m12s do R2
Kevin Holland venceu Charlie Ontiveros por desistência verbal aos 2m39s do R1
Thiago Moisés venceu Bobby Green por decisão unânime (triplo 29-28)

CARD PRELIMINAR
Alexander Hernandez venceu Chris Gruetzemacher por nocaute técnico a 1m46s do R1
Adrian Yanez venceu Victor Rodriguez por nocaute aos 2m46s do R1
Sean Strickland venceu Jack Marshman por decisão unânime (triplo 30-27)
Jason Witt venceu Cole Williams por finalização aos 2m09s do R2
Dustin Jacoby venceu Justin Ledet por nocaute técnico aos 2m38s do R1
Miles Johns venceu Kevin Natividad por nocaute aos 2m51s do R3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *